Sketchnotes, onde tudo começou...

Nada melhor para começar este blog do que contar a história da luzinha que se acendeu quando li o livro do Mike Rohde The Sketchnote Handbook. Estava num período de mudanças em vários sentidos na minha vida e uma das mudanças era na vida profissional. Meio perdida mas com uma certa visão do rumo que gostaria que ela tomasse, procurei livros que se aproximassem desta minha visão. Achei o livro do Chris Guillebeau $100 Startup que me pareceu perfeito para o que eu estava imaginando.

Além de gostar do livro, gostei muito das ilustrações e procurei saber mais sobre o ilustrador. Foi aí que descobri o site do Mike e seu livro The Sketchnote Handbook. A luzinha "desenho" acendeu bem devagarinho e foi aumentando a cada palavra devorada. Depois de ler o livro e ter uma sensação apaziguadora de ter achado o que queria realmente fazer, senti uma necessidade enorme de agradecer o Mike. Comecei a escrever na página facebook dele, parei, apaguei tudo porque algo estava me incomodando na maneira de agradecê-lo. Pensei durante alguns dias e finalmente a resposta para o que estava me incomodando veio naturalmente : Por quê não agradecê-lo usando o que aprendi no livro? Daí surgiu o que eu chamei de skechletter que vocês podem ver logo abaixo.

A história não acaba aí. Alguns meses se passaram e o Mike me mandou um e-mail perguntando se ele poderia usar a carta como exemplo no seu próximo livro The Sketchnote Workbook. Fiquei muito feliz com o pedido e logicamente minha resposta foi um sim extremamente sorridente!

tsw-ch3-52-53

Agora vocês sabem de onde veio a sketchfoto da página sobre.