Xilogravura em tecido

Depois de fazer impressões em vários tipos de papel resolvi imprimir em tecido. A primeira xilo que fiz impressa em tecido foi a do escambo.

escambo-xilo
escambo-xilo

Imprimi e costurei uma sacolECO, um avental e uma almofada.

 

A segunda impressão em tecido foi uma das xilos que fiz do Monte Fuji e das Araucárias. Fiz uma sacolECO de presente para minha amiga japonesa. Na última foto a caixa que preparei para enviar o presente para o Japão.

Segundo tecido de pinhão

O primeiro tecido que mandei fazer com o meu pinhão  não ficou como eu imaginava então mudei algumas coisas no arquivo e comecei a fazer o rapport no Photoshop. No começo eu ia fazer a mesma estampa do primeiro tecido mas no processo de montagem eu acabei achando interessante uma sobreposição que fiz e uma outra estampa foi criada. Este foi o rapport pinhas feito no Photoshop. Para copiar o pinhão ao redor de um círculo eu segui este tutorial Illustrator no Metapix.

modulo-pinhao-1

Como para o primeiro tecido, também mandei fazer este no site Panólatras. Desta vez a linha branca apareceu direitinho mas a cor de fundo não ficou exatamente como eu queria. Era para ter ficado bege e ficou meio amarelada. Falta a gente poder controlar direitinho a cor na hora da impressão, da próxima vez vou ver com eles como fazer para que a impressão seja o mais próximo possível da que está no arquivo.

tecido-pinhao-2

 

A primeira coisa que eu queria fazer com este tecido era um urso porque vi este de uma marca japonesa, a Seisuke88, pela qual me apaixonei quando fui para o Japão. Eu me apaixonei pela história da empresa, pelas lindas e maravilhosas estampas de mais de 150 anos que eles resgataram do depósito, deram uma leitura contemporânea e pelos produtos com design irresistível.

Imagem do Facebook da Seisuke88.

seisuke-urso

Como o meu conhecimento em costura ainda não me permite fazer bichinhos assim fofinhos, eu procurei na internet alguém que fizesse um tão fofo quanto este. Achei a Rosy e conversei com ela para saber se o urso poderia ser feito com o meu tecido. O resultado foi o urso lindo e perfeito que vocês podem ver abaixo. Além de um acabamento impecável, ela teve a delicadeza de colocar as estampas de modo equilibrado, como por exemplo, nas orelhinhas dele. Se vocês precisarem de alguém com mãos de fada para seu projeto, falem com a Rosy.

Xilogravura no Solar do Barão

De volta a Curitiba depois da viagem ao planeta Japão eu fui diretamente ao Solar do Barão para me inscrever no ateliê de xilogravura. Sempre quis fazer xilo, desde que descobri o cordel e obras maravilhosas de mestres como o inigualável J. Borges. jborges

O primeiro tema no qual trabalhei foi Japão-Brasil. O Japão tinha me marcado e eu não conseguiria trabalhar com algo que não fosse ligado à minha viagem. Como viagens implicam também a saudade e quando eu morei por aí tive muita saudade da araucária, o tema logo ficou claro, Japão-Monte Fuji e Brasil (o meu neste caso)-Araucária.

Espiem a galeria abaixo e vejam o que xilogravei com o Monte Fuji e as Araucárias. Não gostei de tudo o que fiz mas o importante é não ter medo de fazer, quanto mais se faz mais se aprende e mais ideias surgem.

Acho que eu poderia ficar em qualquer lugar do mundo com o coração em paz se eu pudesse olhar pela janela e ver minhas araucárias...

 

Shibori

Antes de viajar para o Japão procurei informações sobre a técnica de tingimento de tecido chamada Shibori. Li vários artigos até descobrir o Shibori Kaikan (museu do shibori), na cidade de Arimatsu perto de Nagoya. Como eu poderia deixar de ir fazer um workshop neste museu? Posso dizer que só a aventura de ter conseguido chegar até lá já foi um aprendizado em si só. Fiz o workshop de shibori na camiseta com uma das senhoras que são especialistas na técnica mas mesmo ela sendo uma especialista, uma vez as costuras e amarrações feitas, tínhamos que mostrar para a Sensei (Significa vida prévia, ou aquele que veio antes. No contexto oriental quer dizer que se está ante uma pessoa com conhecimento avançado da arte e um nível de conhecimento humano elevado) para ver se tudo estava certo. Logicamente não se pode aprender uma técnica destas em duas horas de workshop e ainda por cima sem poder se comunicar com a mestre porque a única maneira de conseguir seria em japonês, mesmo assim, esta foi uma experiência inesquecível e enriquecedora.

Shibori Kaikan

Arimatsu-Shibori_Kaikan

Sensei Suzue Nakashima

sensei-shibori-kaikan

Abaixo meu workshop com a professora Sumie Fujiwara. Vocês devem estar pensando no por quê de não ser eu mas a professora nas fotos, pois bem, a professora não conseguia tirar fotos com o celular, de todas que ela tirou só deu pra aproveitar uma mas não podemos culpar estas mãos mágicas que fazem um shibori tão maravilhoso há anos de não serem hábeis com a nova tecnologia, não concordam?

O tingimento era feito em outro lugar portanto esta parte eu não tive a oportunidade de conhecer. Recebi a camiseta no Brasil uns três meses depois de fazer o workshop.

Vi alguns tecidos no museu expostos como quadros e quis fazer o mesmo com o meu.

Eu não desperdicei a camiseta, minha mãe substituiu a parte que foi cortada por um outro tecido, que por sinal ficou ótimo, e está usando ela por aí.

Colagem digital feita no Photoshop.

 

Japão - mood board

Viagens para mim são fontes preciosas de inspiração porque nos tiram da rotina, nos mostram outras maneiras de viver e nos fazem refletir sobre muita coisa. Já conheci, já morei em outros países mas posso garantir a vocês que quando se vai ao Japão, deixa-se a Terra e vai-se para outro planeta. Todas as referências, o que era tido por certo, tudo que se acredita saber, no Japão perde o sentido e você é forçado a reaprender cada gesto do cotidiano, então, posso dizer que esta viagem ao planeta Japão foi extremamente inspiradora. Como aqui no blog o assunto principal é desenho, vamos ver um pouco do que encontrei desenhado por lá e que serviu de inspiração para algumas das coisas que vocês vão ver por aqui.

Abaixo uma pequena amostra, mood board Japão, do que chamou minha atenção pelas cores, formas, uso, etc.

objetos-japao