Criando embalagens para presente

Sempre gostei de fazer pacotes de presente e isto só aumentou com a descoberta do design de superfície. Abaixo vocês vão descobrir algumas das embalagens que andei inventando com os meus desenhos. Uma amostra das minhas horas de diversão decorando caixas que recupero nas casas lotéricas para virarem embalagem de presente.

 

Caixa para o presente que foi pro Japão e envelope feito com papel serigrafado MON araucária.

 

Xilogravura em tecido

Depois de fazer impressões em vários tipos de papel resolvi imprimir em tecido. A primeira xilo que fiz impressa em tecido foi a do escambo.

escambo-xilo
escambo-xilo

Imprimi e costurei uma sacolECO, um avental e uma almofada.

 

A segunda impressão em tecido foi uma das xilos que fiz do Monte Fuji e das Araucárias. Fiz uma sacolECO de presente para minha amiga japonesa. Na última foto a caixa que preparei para enviar o presente para o Japão.

Escambo de portfólio no Solar do Barão

Nosso orientador de xilo Nelson Edi Hohmann nos propôs uma participação no projeto de escambo de portfólio de artistas do Solar do Barão. Achei super interessante o conceito que não envolvia dinheiro, somente a troca de gravuras entre nós. Participaram 33 artistas dentre eles o próprio Nelson e a Denise Roman. Um dos lugares onde o desenho me levou, escambo de portfólio e exposição no Solar do Barão.

Minha inspiração para este projeto foi na natureza encontrada nas ruas de Curitiba. Garimpei algumas coisas e tirei fotos de outras nas minhas andanças por aí.

Inspiração

 

Preparação

escambo-xilo

 

Testes

 

Processo de impressão

 

Assinatura...com o pinhão!

 

Exposição

 

 

Xilogravura no Solar do Barão

De volta a Curitiba depois da viagem ao planeta Japão eu fui diretamente ao Solar do Barão para me inscrever no ateliê de xilogravura. Sempre quis fazer xilo, desde que descobri o cordel e obras maravilhosas de mestres como o inigualável J. Borges. jborges

O primeiro tema no qual trabalhei foi Japão-Brasil. O Japão tinha me marcado e eu não conseguiria trabalhar com algo que não fosse ligado à minha viagem. Como viagens implicam também a saudade e quando eu morei por aí tive muita saudade da araucária, o tema logo ficou claro, Japão-Monte Fuji e Brasil (o meu neste caso)-Araucária.

Espiem a galeria abaixo e vejam o que xilogravei com o Monte Fuji e as Araucárias. Não gostei de tudo o que fiz mas o importante é não ter medo de fazer, quanto mais se faz mais se aprende e mais ideias surgem.

Acho que eu poderia ficar em qualquer lugar do mundo com o coração em paz se eu pudesse olhar pela janela e ver minhas araucárias...